A MORTE JUSTIFICA A VIDA, A VIDA SOBREVIVE A MORTE


A noticia chegou sorrateiramente,

Ela estava procurando seus pedidos de desculpas,

Procure entender nós não queremos desistir,

Mas é mais fácil deixar como está.

Não atravesse a sua dor sem olhar pra trás,

O que vem a seguir é muito intrigante,

É como se suas palavras chegassem até a mim,

Podem até ser só palavras, mas acredito na sua força.

Morte toque-me mais uma vez, tente de novo,

Você já tentou me deixar assim meio indefeso,

Já tentou me assustar com seus gritos,

Estou preparado pra te enfrentar desta vez,

Cansei de ser mais um em sua mão,

Deixe de insensatez e abra o jogo,

Tenho medo de você, mas não vou me acovardar,

Venha toque-me de novo, como você fez ontem,

Aproveite da minha falta de vontade de te vencer,

Mostre seus pontos fortes, porque os fracos eu conheço,

Você tem medo de ser derrotada pelo acaso,

Ele te ensinou como você deve insistir.

Na sombra da árvore da incerteza a tristeza tem vez,

Ao chegar perto não se esqueça de descansar,

Beba da fonte de Hades, ele espera por quem desistiu,

E o inverno chegou mais cedo no inferno,

E o banquete foi servido antes do sepulcro ser aberto.

Morte dê as cartas novamente,

Eu paguei caro por acreditar na inocência de sua presença,

Eu apostei tudo nas nossas diferenças,

Era tarde e sua foice não quis que meu sangue a sujasse,

Minha sorte esta lançada é hora de entender melhor a vida.


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W