NOSSOS DESEJOS tu


Quando teu corpo nu, Encostou-se ao meu corpo nu, Senti seus pêlos arrepiarem, Senti minha pele em brasa. Nossas almas se misturaram, Tudo que eu sonhei acontecia, Sua boca sedenta pela minha, Me beijava , me chupava, me lambia, Minha língua suavemente, Trilhava  os caminhos do teu corpo, Deixando um rastro úmido de prazer. Teu cheiro e meu cheiro invadiam nossos desejos, Incorporando assim em cada um de nós, Uma vontade incontrolável, um desejo ardente, Era seu sexo que vinha ao encontro do meu, E como que numa erupção vulcânica, Os dois se fundiram, E depois de instantes de puro amor, Descansaram em meio a um gozo interminável, Um prazer saciado.


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W