SILÊNCIO NA MULTIDÃO


De novo eu estou aqui sozinho,

Quero ir embora, mas não sei o caminho,

Temos que brigar por espaço e não pelo espaço,

A ideia não era tornar o tempo escasso,

Era acreditar nas pessoas e nos seus valores,

Era colher rosas em um jardim de flores,

Antecipar o beijo com um sorriso,

Fazer do dia a dia um grande aviso,

Onde a verdade geraria prosperidade,

Onde o segredo da longevidade seria a felicidade.

Tenho que enxergar além do que vejo,

E fazer do seu bem-estar o meu cortejo,

Atravessei a tempestade outra vez,

Apreciei o certo e esqueci o talvez,

Creditei meu medo à escuridão,

E quando o silêncio chegou gritei,

E meu grito foi ouvido em meio à multidão,

Ecoando pra sempre minhas melhores promessas,

Reverenciadas por ideias às avessas.


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W