VIOLÊNCIA GERA VIOLÊNCIA


Com tantas incertezas por aí, Penso em como devo me comportar, Se na defensiva e aceitando a violência, Ou compactuando com meu querer, Que é na verdade sair atirando pra todo lado, Acertando os bandidos e safando os inocentes. Mas não sei como está minha mira, Na verdade minha mira laser quebrou, Tenho que eu mesmo que pegar nas armas, E ao invés de atirar a esmo e sem direção, Terei que ter primeiro a certeza do alvo, Mirar bem na testa e acertar com precisão, E antes que ele caia terei que fugir , E me esconder entre mortos e feridos, Não sou mais réu primário, eu já matei antes. E não quero mais que me deixem sozinho por aí, Meu lugar é longe de quem faz as leis, Não quero ser julgado, mas assim já estou sendo. Me comportarei da melhor maneira possível, Mas não me deixe sozinho.

15/07/15


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W