CONTRA A TEMPESTADE


Você até está parecendo uma cortesã, Seus olhos não me deixam em paz, Você até tentou ser mais discreta esta manhã, Você até tentou ser prudente ao se esconder, Mas é bom ver que a sua noite foi tranquila, Assim fico só impressionado se um dia você me esquecer. Eu te fiz promessas, você me deu certezas, Sentamos na calçada na porta da sua casa, Você deitou em meu colo, e eu te fiz carinho, Você quis dormir, e eu cantei Vento no Litoral baixinho, Quis ter você nos meus braços pra te proteger contra a tempestade, Precisava ter você ao meu lado para te mostrar o melhor caminho, Para poder encontrar o respeito, a verdade e a amizade. Se a sua expectativa não deixar sua vontade quieta, Terei que organizar melhor as nossas estações, Reservando um pouco de tempo pra te mostrar o dia a dia, E através dele experimentar outra rotina , Pegar na sua mão e tentar acabar com a sua agonia. E quando chegar o inverno quero que você esteja aquecida, E a nossa história por nós nunca seja esquecida.

27/06/16


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W