O RESTO DA ESCURIDÃO


E quando eu te encontrei a tempestade estava no fim, O vento não deixava as coisas ficarem no mesmo lugar, Mas mesmo assim eu conseguia deixar você livre, Sem pensar em nada que não fosse esquecer os medos, E trazer pra perto de nós as melhores intenções, Que deixamos do lado de lá das emoções. A tarde foi embora e estava leve meu coração, A noite chegou e tive medo da escuridão, Me abrace de um jeito que eu fique protegido, Não deixe vazios entre um beijo e outro, Me explique a razão da distância dos olhares, E deixe pra depois o seu medo de perder de novo, São outras estradas mesmo que o caminho seja o mesmo.

27/12/16


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W