A ESTRADA QUE LEVA AO ATALHO DESEJADO


Pela estrada eu vou e levo meus sonhos comigo,

Ouço Garth Brooks e Tom Waits,

Ando devagar para não correr perigo,

Acendo um cigarro e vou em frente,

Percorro minhas lembranças em pensamentos,

Me perco deixando meu ego em fragmentos,

Mas a estrada é conhecida por todos,

Me encontro logo depois da segunda curva.

Ao Norte a chuva cai devagar,

No horizonte logo a esquerda a paisagem,

Vai entorpecendo minha mente pelas ideias a divagar.

A poeira esconde as minhas pegadas

Não adianta me procurar desta vez,

Tenho uma ligeira certeza que é para valer,

Nosso destino foi o sonho que se esvaiu,

Quando tudo que era nosso pelo chão caiu.

E junto aos pesadelos pelo acaso se espatifou.


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W