A VEZ ERA SUA


Ainda era noite quando te vi,

Nossos olhares se cruzaram,

Fiz de conta que nada aconteceu,

Mas de repente meu coração disparou,

Era um sentimento inevitável,

Foi como um cometa cruzando o céu,

Fiz sinal para que o tempo parasse,

Mas ele não entendeu e continuou,

Me fez de bobo, me enganou,

Me deixou sem saber para onde ir,

O que fazer e o que sentir.

No meio da tristeza de sua ida,

Encontrei razão para não te esquecer,

Foi preciso desistir de uma parte,

Eu tive de ter fé e sorte,

Para poder para não me machucar,

Para não abrir mais ainda aquele corte,

Que nossas promessas esconderam.

26/10/18


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W