PRAZER,MEU NOME É SOLIDÃO


Ei me espere eu vou te alcançar, Não olhe pra trás apenas me deixe, Nas estradas da vida peguei a mais extensa, Sem atalhos e muitos obstáculos, Mas foi eu quem quis assim. Prazer, meu nome é solidão, Meu caro não adianta disfarçar, Eu estou em toda parte, Estou na sua paz ou no seu coração, No seu olhar ou no seu sorriso. Às vezes eu disfarço de prazer, Finjo ser seu bem querer, Mas já te disse outras vezes, você é meu, E sempre será, queira você ou não, Prazer, meu nome é solidão. Enquanto você estiver vivo eu serei sua melhor companhia, E você sabe disto, eu sempre estou por aí, Sou sua melhor amiga, sua mais intensa harmonia. Prazer, meu nome é solidão. Temos muito o que conversar, Puxe a cadeira e sente-se, A conversa vai ser longa, Primeiro enxugue estas lágrimas, Não precisa de tanto drama, Já tivemos outras conversas, Umas mais dolorosas outras menos, E toda vez saímos de mãos dadas, Eu tenho orgulho de você, Me empreste suas palavras pra eu continuar nossa conversa, "Cada dia que passa vejo que meu lugar é com você..." Quando você pensa que encontrou seu destino, Quando você acha que está livre de mim, Te mostro que é junto a mim seu fim, Você me tem sempre por perto, Nas suas poesias, nas garrafas vazias, Trago o passado que te machucou, Te mostro o futuro e nele há apenas uma lápide, E um triste epitáfio escrito à mão, Ditado por poucas vozes que ficaram ao seu redor. Este momento finalmente você ficará livre de mim, Só assim.

23/01/19


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W