MUITO ALÉM DAS PORTAS ( OPEN THE DOORS)


Helicópteros no céu atravessam o apocalipse,

Maquiando a violência, deixando a desordem em evidência,

Em todo o quarto vejo sombras se aproximando,

Elas trazem a tristeza pra perto de mim,

Não é o que se tem de pior, muito menos é o fim,

É apenas o tempo que desordenadamente avança,

Deixando seu rastro pelos minutos afora,

Adiando para uma outra vida, a esperança.

Não consigo escolher a porta que devo abrir,

Existe a necessidade de uma paz eu sentir,

Pra eu poder concatenar minhas ideias,

Pra eu poder esperar a morte com a boca escancarada,

Tal qual fez o ídolo da metamorfose.

A estrela não quer mais ficar no mesmo lugar,

E o xamã me disse que nenhuma porta me deixará livre.


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W