2021/2022

Quantas histórias vividas, quantos sorrisos dados, quantas lágrimas derramadas, o que dizer de 2021, ano que ainda trouxe consigo rastros de uma pandemia mal curada, em que o medo provocou desânimo com o presente , onde o desânimo causou o medo do futuro.

A vacina veio pra nos dar um pouco mais de alento, mas não trouxe a certeza, pois a mutação do vírus invadiu os noticiários trazendo a tona a nova cepa do horror e com ela a insegurança de dias melhores.

O que dizer de 2021, ano em que politicamente não aprendemos nada, avançamos pouco, deixando a polarização incendiar nossos neurônios, fritar nossa chance de querer realmente mudança, fazendo de debates nas redes sociais verdadeiros ringues de MMA, verdadeiras arquibancadas de um campo de futebol , onde a força e a emoção não deram espaço pra razão, deixando mais uma vez o bem coletivo escorrer pelos dedos da insana vontade de nos submeter ao egoísmo partidário( leia-se políticos de estimação).

Mas 2022 está chegando e com ele(como sempre) as esperanças chegam renovadas e os votos , parte deles sinceros, são ditos(repetidos)quase como um credo, onde na maioria das vezes o que sai como palavras pela boca não são sentidas pelo coração.

Não desejarei um ano novo maravilhoso, em cujo a utopia reinará, mas desejarei um ano novo em que seu amor próprio seja seu guia ,desejarei humildade pra vencermos as mais difíceis batalhas, desejarei mais coração do que impetuosidade, desejarei uma visão mais leve diante dos obstáculos que virão , e como disse uma certa “bruxa” que o olhemos por diversos pontos de vista, para assim a solução escolhida ser a menos traumática e a mais assertiva.

Esquecemos mais o EU e pratiquemos mais o NÓS, agasalhemos mais quem está desabrigado, nem que para isto tenhamos que ficar com um cobertor a menos, alimentemos quem esta com fome nem que para isto nos abdiquemos de uma refeição, ou seja façamos o que realmente interessa, que é trazer pro nosso íntimo aquela sensação de estarmos realmente fazendo o nosso melhor e com isto sejamos o melhor espelho para os nossos filhos.

Temos que correr atrás de duas certezas neste novo ano , uma termos nossas saúde preservada e outra de que a felicidade não baterá na nossa porta , mas sim que entrará sem pedir e vai se apoderar de nossos dias e de todos daquelas pessoas que nos são caras.

Destaque
Tags
Nenhum tag.