GUERRA MALDITA


Eu acredito que vai dar certo,

Vista seu uniforme, bata continência,

Pegue as armas e vá pra guerra,

Alimente-se do medo do inimigo,

Atire, atire, atire pra matar,

Acredite nos sonhos que você vai ceifar.

Volte pra casa com honras e méritos,

Quero sentir sua veia pulsar,

Abrace seu pai , afague sua mãe,

Beije sua mulher, acaricie seus filhos,

E faça isto sorrindo e fique tranquilo,

Pois longe dali há lágrimas,

Dos sentimentos das vidas que você extirpou,

Mas sua consciência está a salvo,

Ela acha que não foi você quem puxou o gatilho,

Quando a bala encravou na testa da criança ,

O culpado na verdade foi seu general.

Aquele velho imundo,

Mas só eu e você sabemos a verdade,

Havia um sorriso em seus lábios.

21/11/12


Destaque
Tags
Nenhum tag.
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W